Document Type

Article

Publication Date

2009

Publication Title

Forma Breve

ISSN

1645-927X

Volume

7

Abstract

O presente estudo é uma introdução à leitura de quinze poemas inéditos e um manifesto de Mário‑Henrique Leiria, em sua maioria escritos anteriormente a sua aderência oficial ao surrealismo, nomeadamente ao grupo, ou anti‑grupo, «Os Surrelistas», em 1948. Os textos, de caráter experimental, dialogam com a estética modernista de Almada Negreiros e Pessoa‑Campos sobretudo, a ponto de ser possível considerar o recurso da paródia como recriação modernista ou exercício de estilo para a constituição de uma poética de vanguarda.

This study is an introduction to the reading of fifteen unpublished poems and a manifest by Mario -Henrique Leiria. Leiria wrote most of these texts before he officially joined the Surrealism, namely the anti‑group, «Os Surrealistas», in 1948. The poems, with experimentalist flair, dialogue with the modernist aesthetics of Negreiros and Pessoa -Campos up to the point of parodying these authors. By doing that, Leiria is able to recreate the modernism and build his poetry of avant -garde.

Share

COinS